Produto industrializado: você está pagando para engordar

Você está pagando para engordar?

Por Maria Eliza Zuccon

Quando você come (a)comida industrializada, (b)embalada com material plástico, (c)isopor e (d)enlatadas, simplesmente está ingerindo substâncias engordativas, mesmo sendo diet ou ligth.

(a) Coisas de comer e beber industrializadas contém ingredientes para conservá-los por muito tempo nas gôndolas, para deixá-los mais saborosos e com bom aspecto. Esses ingredientes não são alimentos, são aditivos que causam inflamação no organismo e obesidade. No processamento desses produtos alimentícios também se perde os nutrientes de base; ou seja, você come só o que não presta para a saúde.

Todo produto alimentício industrializado, com mais de 5 ingredientes na sua fórmula, é lixo comestível.

(b) Bem, isso tudo sem contar que esses produtos alimentícios vêm embalados em materiais plásticos, tipo filmes (policarbonatos), pet (poliestirenos), etc, que contaminam esses produtos com BPA / bisfenol, que, em algum nível, vão provocar resistência a insulina que é um fator importante na causa da obesidade e do diabetes.

(c) Outra embalagem muito usada, também, é o isopor. Quando o isopor é aquecido, causa danos no sistema digestivo, por causa do estireno que contamina tanto o sólido quanto o líquido.

(d) As latas! “Estamos perdidos!” Tanto o estanho quanto o alumínio também são prejudiciais à nossa saúde (liberam metais pesados), principalmente se forem revestidos com um filme plástico. Muita gente tem irritação na pele e nos olhos, bem como problemas neurológicos, por causa dessa “inocente” prática.

Por tudo o que foi dito aqui, você já percebeu o investimento que tem feito na sua engorda? Quando se come rotineiramente produtos alimentícios processados, trocamos a economia de tempo pela obesidade: ganhamos tempo para ficarmos mais gordos(as) e com a saúde minguando, cada vez mais!

É evidente que se, só raramente, você faz uso dessas comidas lixo, não há motivos para preocupação. Por outro lado, existe no mundo das dietas, a orientação de que fazer uma série de refeições ao longo do dia é melhor para emagrecer. Mas, se beliscarmos o dia inteiro, além de criarmos o hábito de comer a toda hora, desviaremos continuamente a energia que repara o corpo para a digestão e nunca vamos voltar a perceber a fome-física verdadeira. Ficamos viciados só na vontade de comer que não é fome, nem de longe.

E mais, químicos, cientistas e marqueteiros criam, intencionalmente alimentos, não só para serem atraentes, mas também, para nos “viciar”; com o objetivo principal de vender mais!

Não se engane, investir em comida de verdade é que nos trará um corpo mais saudável e leve, principalmente se reaprendermos a ouvir os sinais do nosso corpo, respeitando-o: comer comida de verdade quando estivermos com fome-física, devagar, mastigando o líquido e liquefazendo o sólido em 20 minutos parando na saciedade e respeitando os intervalos digestivos. É aí que o caro vira um barato! Você aprende a comer conscientemente e não precisa mais dos regimes, dietas, remédios, etc. E a mágica acontece!

Pare de pagar para engordar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *